CPF/Apelido: senha:
Notícias

Conselho quer auditoria em contratos da Saúde - 22/02/2011
O Conselho Municipal de Saúde de Maringá quer que o Departamento de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus) faça um pente-fino nas contas de todos os prestadores de serviços contratados pela Secretaria de Saúde e pagos com dinheiro do SUS.

A medida é reflexo da descoberta de um desvio de R$ 1,028 milhão que foram pagos indevidamente à Clínica Unimagem que, de acordo com auditoria do próprio Denasus, cobrou durante 18 meses por exames que nunca foram realizados.

Em setembro do ano passado, o Conselho Municipal de Saúde já havia feito uma solicitação para que, não apenas o caso da Clínica Unimagem, mas todos os prestadores de serviço da secretaria fossem auditados pelo Denasus. Como isto não ocorreu, o conselho decidiu reiterar por unanimidade o pedido de auditoria em todos os contratos.

A reportagem solicitou informações à assessoria de imprensa do Ministério da Saúde para saber se o pedido corre o risco de não ser atendido e, se for atendido, qual a previsão de início do trabalho. No entanto não houve resposta até o fechamento desta edição.

Segundo o secretário da Saúde, Antônio Carlos Nardi, a auditoria do Denasus realizada em Maringá no final do ano passado se concentrou apenas no caso da Unimagem por falta de gente para conferir todas as guias de serviço e relatórios de pagamentos. "Na época o Denasus informou que por falta de material humano seria impossível fazer uma auditoria em todos os prestadores", disse.

A reunião do Conselho de Saúde foi realizada na tarde de ontem, no auditório da Secretaria da Saúde, com a participação de aproximadamente 50 pessoas.

No encontro, os conselheiros também aprovaram, por unanimidade, um ofício que proíbe a contratação de serviços da Clínica Unimagem pela prefeitura e Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Setentrião Paranaense (Cisamusep), enquanto durar a investigação que corre em sigilo na Polícia Federal.

Segundo o procurador-geral da prefeitura, Luiz Carlos Manzato, até amanhã a Clínica Unimagem vai receber os documentos que solicitou dentro do procedimento administrativo que responde na prefeitura.

"Depois vai ter 15 dias para apresentar defesa." O objetivo da administração municipal é entrar com uma ação judicial para recuperar o dinheiro pago indevidamente.

Fonte: odiario.com

UNASUS - União Nacional dos Auditores do SUS
www.unasus.org.br