CPF/Apelido: senha:
Notícias

Marcha contra a corrupção volta às ruas em várias cidades do país - 13/10/2011
Pelo Brasil, milhares de pessoas foram às ruas protestar contra a corrupção. As manifestações aconteceram em 20 cidades, incluindo o Distrito Federal. A pressão do cidadão foi como no primeiro protesto, aquele do 7 de setembro. Tudo organizado em redes sociais da internet. Nada de partidos ou sindicatos e deu certo.

Vidros foram quebrados na Avenida Paulista. De acordo com a polícia, um grupo de punks atirou as pedras. Um rapaz foi preso. Foi o único registro de confusão. Em São Paulo, mais de duas mil pessoas se reuniram.

No Rio de Janeiro, o protesto reuniu dois mil manifestantes. Também houve passeatas em Goiânia, Florianópolis, Curitiba e Salvador. A maior concentração foi em Brasília. A Polícia Militar diz que havia 20 mil pessoas na esplanada. “Acho super importante a gente estar fazendo nossa parte”, disse uma manifestante.

Eles levaram uma bandeira do Brasil, apitos, varreram o chão e carregaram uma pizza gigante durante a caminhada. Também pediram o fim do voto secreto para que todo mundo fique sabendo como votam os deputados e senadores em processos de cassação. “Voto secreto não, eu quero ver a cara do ladrão”, protestaram.

Os manifestantes levaram faixas pedindo que apenas políticos de ficha limpa participem das próximas eleições. “Esse movimento tem efeito, sim, e que os políticos corruptos saibam que o tempo deles está acabando”, declarou Jovita José Rosa, diretora do movimento de combate à corrupção eleitoral e diretora social da UNASUS.

A lei da ficha limpa já é válida, mas o supremo tribunal federal ainda tem que esclarecer algumas questões. Alguém que foi condenado antes de a lei entrar em vigor pode ou não ser barrado nas eleições? E o princípio da inocência, que diz que ninguém deve ser considerado culpado até a sentença definitiva, quando o último recurso é esgotado. Vai valer nestes casos? O julgamento está previsto para este mês.

“Toda eleição que você tem as regras antes de iniciar o jogo, vamos chamar assim, claras, é muito fácil de ela ocorrer”, afirmou Henrique Neves.

O blog do Palácio do Planalto estava diferente na manhã desta quinta. Hackers invadiram o blog e colocaram uma foto pedindo Ficha Limpa e voto aberto no Congresso.

O julgamento da Lei da Ficha Limpa no Supremo só deve acontecer depois da indicação e da posse do ministro que vai substituir a ex-ministra Ellen Gracie. No ano que vem, tem eleição municipal. O Supremo precisa mesmo esclarecer todas as dúvidas.

Fonte: Bom Dia Brasil

UNASUS - União Nacional dos Auditores do SUS
www.unasus.org.br